09 dezembro, 2011

Jornadas Técnicas Apícolas Avis mellífera 2011

Decorreu no passado Sábado 3 de Dezembro de 2011, no Salão da Junta de Freguesia de Avis a 4ª edição das Jornadas Técnicas Apícolas Avis mellífera.

Mais uma vez acorreram a Avis largas dezenas de apicultores provenientes de todo o território nacional, imbuídos de um interesse comum: as abelhas e a apicultura.
Numa altura em que o declínio das abelhas é um problema global, para o qual as soluções ainda são uma miragem, nada desmobiliza os aficionados da produção de mel.

09:00 horas - Concurso de Mel de Rosmaninho e Multifloral

Participaram no concurso 10 amostras de mel de Rosmaninho, produzidas por outros tantos apicultores e 24 amostras de mel Multifloral das explorações de 22 apicultores associados.

O Júri

Eng.º José Gardete
Eng.º Paulo Varela
Dr. Emílio Sabido

A Classificação

Concurso de Mel Multifloral


António Marcelino Bartolomeu, de Avis
José Nunes Oliveira, de Montargil
João Domingos Rosa, de Avis

Concurso de Mel de Rosmaninho

José Traquinas Barata, de Santo António do Alcórrego
José Nunes de Oliveira, de Montargil
Carolina Paraire Durão, de Ponte de Sor

09:30 horas

O Workshop

PRODER, Investimentos no Sector Apícola

Eng.º Alexandre Pirata (TECNIMONTEMOR)

A tramitação processual e demais burocracias necessárias à apresentação de candidaturas à instalação de uma exploração apícola.
Apesar da crise económica que o nosso país atravessa, dos demais entraves e dificuldades colocadas pelas entidades que avaliam e financiam tais iniciativas, o número de “jovens apicultores” continua a crescer a olhos vistos.

14:00 horas

Colóquio: Apicultura, Polinização e Biodiversidade

Abertura das Jornadas: Município de Avis, Freguesia de Avis, Direcção da ADERAVIS

Moderador: Eng.º José Gardete

Eng.º Ricardo Marques (QUERCUS) Apicultura, Polinização e Biodiversidade.

Mais uma vez (e ao que parece nunca há-de ser demais) os participantes foram sensibilizados para a importância da actividade das abelhas na saúde dos ecossistemas e em última análise no equilíbrio ambiental do nosso planeta.
Foram lembrados todos os perigos que cada vez mais afectam os laboriosos insectos, face ao desinteresse crescente de quem poderia inverter tal tendência.

Eng.º João Caldeira (FERTIPRADO) Polinização Apícola da Flora Cultivada.

Nesta comunicação foram apresentados dados que apontam para um cada vez maior reconhecimento dos produtores agrícolas pelos serviços de polinização prestados pelas abelhas.
Apesar dos conhecimentos nesta área ainda carecerem de alguma investigação, nomeadamente na polinização de campos de trevo destinados à produção de semente, tudo aponta para um bom casamento entre os dois sectores.

Cabo João Paio (SEPNA) Ordenamento Apícola e Prevenção de Incêndios.

O Decreto Lei n.º 203/2005 de 25 de Novembro apresentado e aconselhado pelo SEPNA. Entidade que há muito colabora com a ADERAVIS em termos de aconselhamento aos associados acerca das condições de limpeza dos apiários e terrenos envolventes, e do consequente risco de incêndios.
Uma forma diferente de sensibilização para as regras de instalação de apiários, nomeadamente pela experiência de agentes que operam no terreno e aos quais, evidentemente, já se depararam as mais variadas situações.

Dr.ª Maria do Carmo Caetano (DGV) Resíduos no Mel.

O eterno, e longe de estar resolvido, problema dos resíduos de medicamentos no mel, agora agravado por resíduos de pesticidas utilizados na agricultura.
Ironicamente, os mesmos agrotóxicos utilizados para combate das pragas das culturas e que se suspeitam estar por trás do declínio global das abelhas, conferem mais uma nota negativa a este sector, nomeadamente na contaminação dos produtos da colmeia.
Pouco agradável, mas foi este o resultado das análises feitas pela DGV a várias amostras de mel recolhidas no território nacional.

O deputado Agostinho Lopes, da CDU, encontrando-se no local assistiu ao colóquio, anotando os anseios dos participantes e transmitiu uma mensagem de solidariedade para com a apicultura e os apicultores.

17:00 horas

Entrega dos prémios referentes aos concursos de mel

Encerramento das Jornadas Técnicas Apícolas Avis mellífera 2011


2 comentários:

Ozorio disse...

Gostaria de mobilizar os apicultores aqui de minha região, que são poucos a fazermos um concurso de mel, para quem sabe estimular a valorização do produto pelos consumidores e divulgar um produto regional.Como funciona esta prova?
Abraços a todos.

Anónimo disse...

Parabéns pelo sucesso da Avis Mellífera.
É já um marco na apicultura.
Abelhasah.