12 novembro, 2010

Colmeias no Telhado da Ópera Garnier - Paris

Apicultor produz mel sobre telhado da Ópera Garnier em Paris

Jean Paucton é um apicultor francês de 77 anos, que descobriu um lugar no mínimo inusitado para criar suas abelhas: a Ópera Garnier. E, actualmente, existem na capital francesa cerca de 300 apiários.

No chão, escuta-se o barulho dos carros, no tecto, o zunido das abelhas. Sobre o telhado da sumptuosa Ópera Garnier, no coração de Paris, Jean Paucton produz mel. "Paris tem áreas verdes extraordinárias", afirma o apicultor. Ele explica que nos parques e jardins da cidade existem muitas plantas exóticas e árvores com mais de 300 anos.

Paucton descobriu o inusitado lugar para criar suas abelhas há cerca de 30 anos. E durante esse período encontrou vários seguidores: estima-se que existam cerca de 300 apiários em Paris.

A escada metálica que leva ao telhado da parte posterior do edifício era destinada originalmente apenas para o limpador de chaminés. Agora ela é usada por Paucton para chegar a suas quatro colmeias.

Para isso, o senhor de 77 anos escala por uma janela, apoiando então cuidadosamente seu pé na beirada do telhado, onde não há sequer corrimão. A vista recai sobre tetos de zinco, a Torre Eiffel e os prédios do centro financeiro La Défense.

Em busca do lugar ideal

Mas como se chega à ideia de produzir mel em lugar tão proeminente? Paucton afirma que, quando adquiriu as colmeias, a intenção era transformar parte do terreno de sua casa de campo em um apiário. No entanto, o antigo responsável pelos objectos de cena na Ópera Garnier não conseguiu sair de Paris por algumas semanas. Na Ópera, ele contou a um bombeiro seu problema. "Ele me sugeriu o telhado e construiu uma base para apoiar as colmeias", lembra o apicultor.

Em uma megacidade, As condições ambientais para as abelhas são até melhores que no campo. "Na agricultura, pesticidas são utilizados intensamente", explica Paucton. Eles afectam não apenas os insectos nocivos, mas também as abelhas. Tais agentes ameaçam a biodiversidade e, dessa forma, também o habitat natural das abelhas, acresce.

"Além disso, o clima em Paris é mais ameno que no campo", afirma Paucton, que possui apiários também em outros locais da capital francesa. "Mesmo em Novembro minhas abelhas conseguem, algumas vezes, colectar néctar."

Preços salgados

Actualmente, tais vantagens parecem ser descobertas por cada vez mais apicultores. O prédio de uma subprefeitura parisiense recolheu recentemente seus primeiros 30 quilos de mel. Sobre o telhado do Grand Palais, foram colectados 50 quilos. Também um hotel de luxo, um banco e o próprio Aeroporto Charles de Gaulle em Roissy ganharam apiários.

No fim de Agosto, Paucton cocletou novamente seu mel. Para a colecta do néctar, suas abelhas voavam entre a Ópera Garnier e as auto-estradas parisienses, onde figueiras-dos-pagodes davam flores amarelas. O mel é vendido nas lojas de souvenirs da Ópera, ao típico preço parisiense de 15 euros por 125 ml.

Retirado de: http://www.dw-world.de
MDA/dpa
Revisão: Carlos Albuquerque

5 comentários:

lingistis disse...

Greetings!!!

We would like to inform you of a new bee blog…

“Melissologia H.B.F. the Blog”
http://melissologiahbf.blogspot.com/


which is intended for the Internet community in large... that is for all of us interested in bees. Here you will find the updated topics from bee blogs all around the globe. Needless to say that this blog is already included in our list!

Hope you enjoy “Melissologia H.B.F. the Blog”

http://melissologiahbf.blogspot.com/

Alien disse...

Hello,
I have visited and added Melissologia HBF to the Montedomel blog,
I look forward to more contacts

Good works

Joaquim Pifano

Abelha Preguiçosa disse...

15 euros por 125 ml!!!!!!

Por Toutatis!
Estes gauleses estão loucos!

José Lopes disse...

Achei fantástica esta nota ao lembrar-me que em Portugal existe uma lei que proibe a colocação de apiários a menos de 100m de habitações, será que em França também existe essa lei.
Por aqui serve para os vizinhos se degladiarem uns com os outros.

Alien disse...

Olá José Lopes,

e trata-se de mais de 300 apiários na cidade de Paris...

muito em jeito de brincadeira, essa nossa legislação acaba por ser omissa quanto ao termos as colmeias sobre as habitações ;-)

No Sul de França vi imensos apiários e colmeias habitadas junto às habitações. Alguns vizinhos de apicultores com quem falei referiam-se a eles com um carinho e uma admiração (quase idolatrados) ao ponto de eu pensar duas vezes antes de os incomodar... formas de estar na vida, e na apicultura...

Um abraço
Joaquim Pifano