03 julho, 2008

A Teoria dos Fumigadores


Depois das mezinhas e das rezas para capturar enxames, o combustível dos fumigadores é o assunto mais controverso e apaixonante para a maioria dos apicultores. Ficam horas a fio a discutir e a argumentar, são autenticos duelos entre a serapilheira e a bosta de vaca.
Ouço dizer aos mais antigos que primeiro se usavam carvões incandescentes dentro de uma telha de barro e se soprava o fumo para o interior do cortiço. Também havia quem usasse uma mecha de serapilheira, num método semelhante ao anterior.
Com a “descoberta” dos modernos fumigadores, autênticas incineradoras de bolso, é uma tentação inventar novas porcarias para meter lá dentro e assim acalmar as abelhas. A serapilheira e a bosta de vaca seca já são consideradas verdadeiros clássicos. Atenção que o que deve estar seco é mesmo a bosta e não a vaca, ao contrário do que a nossa traiçoeira língua parece sugerir.
E vê-se de tudo um pouco, cartão canelado, pasto seco, carvão, pedaços de madeira, serradura (funciona melhor humedecida), cascas de eucalipto e bagas da mesma árvore. Um conhecido apicultor da nossa praça quase andou à porrada para demonstrar as vantagens desta última.
Também é digna de registo a forma como grande parte dos apicultores meteu na cabeça que um punhado de Rosmaninho na parte superior do fumigador arrefece e aromatiza o fumo, tornando-o mais agradável para as abelhas. Então mas é suposto o fumo ser agradável para as abelhas?
Eu ultimamente tenho usado casca de Cipreste e cartão canelado para a ignição, a resina torna o fumigador menos “apagadiço” e dura muito tempo. Não sei se é do agrado das abelhas, mas nunca nenhuma se queixou.

7 comentários:

Abelha Preguiçosa disse...

Atenção que o que deve estar seco é mesmo a bosta e não a vaca, ao contrário do que a nossa traiçoeira língua parece sugerir.
hehehe

Uma vez com a serapilheira tive que desistir porque ficámos intoxicados, eu e as abelhas.
Acho que foi devido a alguma tinta que tinha.
Geralmente eu é que levo com o fumo... mais do que as abelhas!
Um abraço

PM disse...

Para o caso da serradura deve-se ter em conta que sem um filtro na saída do fumigador (palha de aço serve), há o perigo das partículas quentes voarem para cima da colmeia...ou para onde possa causar danos.

Muitos apicultores dizem que se deve usar aromáticas sim...não sei se acalma melhor as abelhas, mas é capaz de funcionar como aromaterapia para o próprio apicultor, que fica mais calmo :)

Alien disse...

Olá PM

Pessoalmente gosto bastante do aroma das folhas de sobreiro ou azinheira em combustão no fumigador, de facto é uma verdadeira aromoterapia :)

Joaquim Pifano

Davisaid Aidar disse...

...com meus 35 anos lidando com as apis melliferas observei que a fumaça da casca do alho e otimo entorpecente para abelhas, ficam realmente fáceis de lidar. Outra alternativa interessante e o caroço de açai seco que gera uma fumaça otima e com aroma agradavel e as abelhas tambem ficam mais fáceis de lidar.... Podem experimentar e confirmar. Prof. Dr. Davi Said Aidar; davisaidaidar@gmail.com ...saudações

helio furtado disse...

da onde tiro as folhas do dente ou da cabeça do alho as folhas,parece me boa ideia

helio furtado disse...

as folhas são do dente o da cabeça do alho pode ser a rama tambem

Anónimo disse...

talvez alguns ramos de cannabis seca no fumigador de algum resultado