16 Junho, 2009

Picada de Abelha...

Cresta sem fumigador, mel sem fumo, o pior foi o resto: 18 "pontos" mesmo por cima das luvas de cabedal (numa das mãos...)...

9 comentários:

Apisarte disse...

Há bem pouco tempo, fiz o mesmo e após ter escapado de levar umas valentes ferroadas, fiquei a contemplar o apiário, retirei as luvas e instintivamente cocei a cara com a manga do fato!
Esqueci-me do nº de ferrões que o fato tinha.
Lindo serviço!
Um abraço

Anónimo disse...

Boa noite.

Parabens por este espaço. Estou a iniciar-me nesta arte e já li o seu blog, historias deliciosas e já me mostrou outros lugares que eu desconhecia...

Com 38 anos nunca tinha ouvido falar de abelhas sem ferrão.

Mas voltando ao post; deve ser sorte de principiante. Já abri as minhas colmeias (duas) quatro vezes e nunca fui picado. Se calhar as minhas luvas são muito grossas... realmente quase não tenho sensibilidade...

Continue com o bom trabalho.

Um abraço,

João

Mário disse...

He he he, Mestre Pífano foste brindado..., para não alérgicos é bom, o meu record vai em 33, todas elas nos tornozelos, e digo que não é recomendável se a picadaria for em simultâneo, aliás de que serviria a apicultura tradicional sem uma boa ferradela? :)

Abraço
Ferradela

A.Ramos disse...

Bom dia;
Creio que já fiz esta exposiçâo uma vez (?) e mantenho a duvida:
Vi um apicultor amigo (alás, ajudei-o)a tirar o mel, em que usava em vez do fumo e escova (como eu faço),um atomizador normal para afastar as abelhas. Eu coloca-va a alça na vertical e ele acelarava o atomizador ao maximo, lançando forte jacto de ar entre os quadros da cada alça. De facto, as alças ficam limpas de abelhas num ápice, e crestar um apiário com cerca de 20 colmeias com 3 a 4 alças por colmeia é um ar que lhe dá. Ele diz-me que não faz mal, mas eu fico com pena das abelhas, pois fica uma comfusão de abelhas no ar, no chão, em todo o lado, e , penso eu que muitas devem ficar com asas e pernas partidas e muitas até mortas. Resumindo: - esta é uma prática utilizada? - É aconselhável?
Cumprimentos
A. Ramos

Alien disse...

Amigo João,
Oxalá continue assim sem ser picado, mas com duas colmeias as probabilidades de o ser são muito menores...
Espere até ter umas dezenas...
De qq forma, quando adquiri a primeira colmeia, na primeira vez que a fui visitar (sozinho) houve uma abelha que "vestiu" o meu equipamento em simultâneo comigo. Lembro-me de ter corrido cerca de 100 metros à frente dela mas não cheguei a ser picado...
Abraços e boa continuação
JPifano

Alien disse...

Caro A. Ramos,
Posso garantir-lhe que entre os apicultores de maior dimensão é uma prática muito utilizada, aliás... creio que nem têm muitas alternativas.
Eu não sei bem a que tipo de atomizador se refere, sei que costumam usar são os sopradores normais de relva, e têm de facto um jacto de ar muito forte.
Sei que são eficazes, naturalmente que fica alguma confusão no apiário, mas quanto aos danos que daí resultem não lhe posso adiantar muito...
Eu uso um raminho de esteva ou rosmaninho, quando fica muito melado troco por outro...
Abraços
JPifano

Maria disse...

Olá. Gostaria de saber como eu faço para afastar abelhas da minha casa. Eventualmente elas aparecem vindo das plantas das casas vizinhas. Este fato me incomoda muito porque eu tenho uma cadela que é alérgica à picada de abelha. Alguém poderia me ajudar?

António Sérgio disse...

Olá Maria

Não tenha medo das abelhas pois quando estão na colecta do pólen e néctar nas flores não são agressivas, elas fazem tranquilamente o seu trabalho sem se meterem com outros animais. A solução seria acabar com as flores da vizinhança mas isso é demasiado drástico. Os cães também aprendem rápido com quem devem ou não "brincar".

Anónimo disse...

Antonio Sergio, você certamente não tem um cachorro alérgico, por isso acha desnecessário espantar as abelhas e que os cães "acabam aprendendo"... Na minha casa e dos vizinhos, faz mais de mês que anda aparecendo uma ou outra abelha algumas vezes por semana; deve haver uma nova colméia por perto. Uma das minhas cadelas é alérgica, foi picada nesta semana, precisou ficar internada na clínica veterinária, agora em casa tomará por uma semana corticóide e remédio fortíssimo para dor (estava sem caminhar, pelo estado em que ficou sua pata por uma simples picada) e por 60 dias remédios protetores hepático e estomacal. O bicho poderia até morrer e só no fim do tratamento saberemos que tudo ficou bem. Com certeza eu tomarei todas providências para espantar as abelhas do meu quintal (já comecei arrancando manjericão, ardísia, azaléia, jogando citronela por tudo etc).